Abdon Barretto Filho

     Primeiro chame atenção para sua Oferta

                       Abdon Barretto Filho – Economista e Mestre em Comunicação

Atualmente, uma das maiores dificuldades na Comunicação é chamar atenção para as mensagens produzidas. São inúmeras opções disponibilizadas nos mais diversos meios que invadem nossas vidas, passando pelos veículos tradicionais  e assustando com as possibilidades da Inteligência Artificial. Para os produtores de conteúdos está cada vez mais desafiador prender segundos  da atenção do receptor. Para anunciantes, as opções são infinitas e com riscos altos nos investimentos e resultados. Os avanços tecnológicos estão destruindo os modelos tradicionais da propaganda, publicidade, relações públicas, jornalismo, entre outras ações no mercado. Atualmente, com as desregulamentações de profissões e os telefones móveis, qualquer um pode ser repórter, apresentador, comentarista, influenciador com milhões de ouvintes, espectadores e seguidores. Às vezes, produzindo sem responsabilidades e sem  compromissos com a verdade e a ética. Ainda bem que o mundo está analisando os limites de cada um para diminuir as imbecilidades e as agressões passíveis de punições. Sempre é bom lembrar que a civilização exige que cada ser humano deve respeitar o próximo  para ser respeitado. Lembrei dos meus estudos de Comunicação Social quando tive acesso ao método A.I.D.A. formado pelas letras iniciais das palavras “ Atenção, Interesse, Desejo, Ação” que foi apresentado em 1898, pelo Elmo Lewis, pioneiro da publicidade dos Estados Unidos. Em inglês,  é o BANT tradução livre para Budget, Authority, Needs e Timeframe (Orçamento, Autoridade, Necessidade e Prazo).O autor acreditava que as mensagens aplicadas às vendas seriam bem sucedidas se os vendedores conseguissem chamar atenção de potenciais clientes, despertar o interesse deles nas soluções oferecidas e criando o desejo de adquiri-las. Na realidade, salvo melhor juízo, o método AIDA pode ser aplicado em todas relações comunicacionais entre as pessoas. Será ? Chamar atenção é o grande desafio com infinitas possibilidades disponíveis, inclusive nas relações humanas para olhar, ouvir, ler, conversar, buscar entendimento. A base está no conteúdo e na relevância da mensagem. Se houver condições de atender necessidades, pode avançar. Caso contrário, são ignoradas, mesmo com os gritos e as avalanches de apelos, às vezes indesejáveis, de mensagens publicitárias e comunicações  tendenciosas, sem conteúdos e relevâncias. O mundo mudou. O mercado mudou. O cliente mudou e pode demitir todas da empresa ou da entidade. Os jornalistas, radialistas, publicitários, entre outros profissionais, já estão sofrendo os impactos das mensagens que circulam na rede mundial dos computadores. A opinião pública pode influenciar e ser influenciada. Cada fato e suas versões, são testados durante determinado período que   o tempo vai dizer quem tem razão. O AIDA pode contribuir nas estratégias comunicacionais e mercadológicas. O AIDA deve ser utilizado nas campanhas políticas eliminando os enganadores, aproveitadores, extremistas, que não possuem conteúdos adequados à uma sociedade mais justa, com maiores oportunidades para todos, evitando-se as propostas  que prejudicam o desenvolvimento econômico, social e cultural, incluindo o Turismo e a Hospitalidade. Será ? Respeitam-se todas as opiniões contrárias. São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso.

Abdon Barretto Filho

Abdon Barretto Filho

Economista e Mestre em Comunicação Social. Especializado em Economia, Comunicação e Marketing aplicados às Cidades ( City Marketing),Empresas e Entidades, destacando-se Eventos, Hotelaria, Hospitalidade e o Turismo. Consultor, Conferencista, Conselheiro, Diretor, Escritor, Colaborador em Veículos de Comunicação

Gostou desse conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abdon Barretto Filho
Economista e Mestre em Comunicação Social.

Acompanhe as novidades