Os desafios no mercado de bens e/ou serviços

Em uma economia de mercado, é a demanda que determina o sucesso ou o fracasso para as empresas e entidades. Atender demanda; aumentar a demanda; diminuir a demanda; adaptar-se à demanda; antecipar-se à demanda ou criar demanda, são alguns dos desafios dos gestores em todo o mundo para competir no mercado. A grande mensagem é que se não existe demanda é muito difícil manter a oferta de bens e/ou serviços que se produz. Afinal, é perda de tempo e dinheiro produzir algum bem e/ou serviço que não atendem à demanda. A decisão deve ser racional e buscar alternativas, inclusive para sair do mercado em que se atua. Além disso, o poder da demanda pode indicar necessidades de melhorias, inclusive para que a oferta torne-se adequada. Convém destacar que existem questões básicas indispensáveis para participar da economia de mercado: Produzir o quê? Para quem? Como? Quais as combinações dos fatores de produção que serão utilizados? Quais as ameaças e oportunidades? Quais as necessidades que são atendidas? É frustrante produzir bem /ou serviço que tem não é valorizado? As ameaças e as oportunidades continuam enfrentando as variáveis controláveis, exigindo novas visões das demandas e decisões ágeis para atendê-las. O mundo mudou, a demanda mudou, o cliente mudou e os desafios aumentam para viver no competitivo mercado. A história registra iniciativas de ações no mercado realizadas fora do tempo adequado para ser absorvido pela demanda. Assim como ações que iniciaram novos ciclos de vidas nos mercados criando novas demandas e novos mercados. Atualmente, existe uma grande busca por uma série de novos bens e/o serviços gerando empregos e rendas, nem sempre com garantida com as taxas de sucessos. Logo, salvo melhor juízo, algumas vezes, surgem expectativas que ignoram as conquistas civilizatórias das sociedades organizadas, incluindo a ordem mundial e os papéis dos modelos econômicos, sociais, ambientais e políticos. Quais as alternativas para enfrentar as novas realidades para viver no século XX!? Quais as adaptações às mudanças climáticas? Aos avanços tecnológicos? E os modelos econômicos continuam os mesmos? Às questões ideológicas? E os modelos políticos? Como entender as desregulamentações dos mercados, sem esquecer o aumento da população mundial, a longevidade e a produção de alimentos? Muitas perguntas e sem respostas adequadas que garantam a ordem mundial atual e o bem estar dos habitantes, onde a miséria, a pobreza e a corrupção estão presentes e envergonham todas pessoas que querem fazer o bem, sem olhar a quem. Mas, sejamos otimistas. Sempre. A união de cérebros e boas experiências mundiais deverão salvar os mercados de bens e/ou serviços, incluindo o Turismo e a Hospitalidade. E, principalmente, o nosso Planeta. Será? Respeitam-se todas as opiniões contrárias. São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso.

Abdon Barretto Filho

Abdon Barretto Filho

Economista e Mestre em Comunicação Social. Especializado em Economia, Comunicação e Marketing aplicados às Cidades ( City Marketing),Empresas e Entidades, destacando-se Eventos, Hotelaria, Hospitalidade e o Turismo. Consultor, Conferencista, Conselheiro, Diretor, Escritor, Colaborador em Veículos de Comunicação

Gostou desse conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abdon Barretto Filho
Economista e Mestre em Comunicação Social.

Acompanhe as novidades