Abdon Barretto Filho

As influências das variáveis incontroláveis

A Economia é uma variável incontrolável ao lado das Variações Climáticas, das Pandemias, das Políticas, dos Avanços Tecnológicos, das Legislações, dos Mercados e dos Clientes. Para sobreviver e conseguir enfrentar as séries de ameaças no Século XXI, é indispensável aprofundar o conhecimento para buscar a melhoria contínua nas gestões públicas e privadas. O mundo está mudando com uma velocidade nunca vista. Os avanços tecnológicos estão eliminando e criando novas profissões. O novo sempre vem. Criar, eliminar, ampliar, reduzir e adaptar são verbos que precisam estar presentes nas decisões de todos, na medida do possível. Convém destacar que a História pode contribuir para que os erros do passado não sejam repetidos. Os antecedentes históricos indicam ameaças e oportunidades perdidas. Precisamos dos valores éticos e da cultura para manter as conquistas civilizatórias, inclusive os bons costumes e respeito à cada preferência pessoal, limitada à preferência do próximo, mesmo quando não exista concordância. Às vezes, surgem conflitos gerados pelas opções políticas, desportivas, religiosas, comportamentais e até turísticas, entre outras. Enquanto discussões menores aumentam, as ameaças ambientais assustam e denunciam a imperiosa necessidade de cuidar do nosso Planeta. Além disso, problemas com a produção e distribuição de alimentos, com o fantasma da fome atacando os mais necessitados. Convém destacar que o cenário mundial apresenta uma série de conquistas e aproveitamentos das oportunidades.Estão surgindo empresas e entidades mais fortes, assim como empresários e investidores mais ricos. Como equilibrar a Oferta e Demanda dos bens e/ou serviços para encontrar melhores dias para todos? São desafios que exigem conhecimentos científicos, estratégias inovadoras e políticas adequadas, comprometidas com o bem estar, afastando os representantes do atraso ideológico incompetente para enfrentar as grandes mudanças. A sociedade deve ser atuante e enfrentar as ameaças. São alguns dos motivos para compreender o óbvio: como atender as necessidades ilimitadas dos seres humanos com os limitados fatores de produção, associado à produção e distribuição, principalmente de alimentos. As influências negativas ampliadas com a Pandemia, causadora de milhões de mortes e doentes físicos e mentais, são associados às realidades cruéis da inflação mundial e uma intervenção militar não esperada. Realmente, é desafiador ser gestor em um ambiente tão hostil reforçado pelas disputas políticas. Mas, sejamos otimistas. Sempre. Nós, pessoas físicas e/ou jurídicas, úteis à comunidade, pagadores de impostos, eleitores e comprometidos com o bem estar de todos vamos vencer as batalhas que se apresentam, com trabalho profissional e adaptando-se às novas realidades. Nada acontece por acaso. As escolhas do hoje determinam o amanhã. Portanto, conhecimento, ética e gestões pessoais e profissionais com boas escolhas podem salvar o mundo. Será? Respeitam-se todas as opiniões contrárias, São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso.

Picture of Abdon Barretto Filho

Abdon Barretto Filho

Economista e Mestre em Comunicação Social. Especializado em Economia, Comunicação e Marketing aplicados às Cidades ( City Marketing),Empresas e Entidades, destacando-se Eventos, Hotelaria, Hospitalidade e o Turismo. Consultor, Conferencista, Conselheiro, Diretor, Escritor, Colaborador em Veículos de Comunicação

Gostou desse conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abdon Barretto Filho
Economista e Mestre em Comunicação Social.

Acompanhe as novidades