Olá, Humano: o Amor por princípio

Olá, Humano: o Amor por princípio

Abdon Barretto Filho – Economista e Mestre em Comunicação Social

Quando estamos encerrando mais um ano, alguns eventos permanecem em nossas mentes e nossas corações. O novo ciclo se aproxima e muitas indagações podem ser encontradas com as experiências pessoais e coletivas. Naturalmente, registramos as boas recordações e algumas recordações  lamentáveis. É a vida como ela é. Serenidade para aceitar as variáveis incontroláveis. Lucidez e competência para mudar as variáveis controláveis. Reconhecer os limites e as diferenças das realizações e omissões durante o ano que termina. Renovar esperanças em dias melhores para todos. Capacidade e coragem de recomeçar na busca de bons resultados. Afinal, somos humanos e sabemos que buscamos experiências mais agradáveis possíveis.Todos nós buscamos saúde, realizações e felicidades. Os avanços tecnológicos e as ameaças climáticas estão transformando os comportamentos humanos em todo o Planeta. Infelizmente, ainda temos disputas territoriais, conflitos armados,  irracionalidades terroristas, preconceitos,doenças,distribuições de alimentos(fome), ideologias superadas causadoras de ódios e agressões, entre outros registros que a sociedade global não está conseguindo resolver. Como podemos identificar e eliminar  tantos problemas ameaçadores do bem estar humano ? Como podemos produzir e distribuir melhor  as riquezas geradas ?Como proteger o Meio Ambiente ? Como eliminar a pobreza e aumentar as oportunidades para todos ? As respostas dependem de cada um interessado no tema, incluindo os Políticos, os Economistas, os Empresários, os Empreendedores, os Gestores de empresas e entidades, inclusive artísticas, culturais, religiosos e os Executivos das mais diversas atividades econômicas. Todos unidos por um mundo melhor, mais justo e com mais oportunidades para todos. Entretanto, salvo o melhor juízo, algo precisa ser destacado por todos: o Amor por princípio.O mundo precisa do Amor.Fazer o bem sem olhar a quem. O Amor pode estar presente na busca da harmonia que pode ser encontrada nos relacionamentos, semelhante a uma composição musical, combinando  teclas brancas e negras dos teclados. Na realidade, as artes podem contribuir para ampliar a sensibilidade de cada um. Amar e ser amado pode transformar o mundo.O Amor conquista a felicidade. A civilização reconhece a importância do Amor nas melhores realizações humanos, incluindo a vida em família e nas possibilidades de gerar ou fazer gerar felicidades momentâneas ou eternas. Será ? Respeitam-se todas as opiniões contrárias. São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso.

Abdon Barretto Filho

Abdon Barretto Filho

Economista e Mestre em Comunicação Social. Especializado em Economia, Comunicação e Marketing aplicados às Cidades ( City Marketing),Empresas e Entidades, destacando-se Eventos, Hotelaria, Hospitalidade e o Turismo. Consultor, Conferencista, Conselheiro, Diretor, Escritor, Colaborador em Veículos de Comunicação

Gostou desse conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abdon Barretto Filho
Economista e Mestre em Comunicação Social.

Acompanhe as novidades