Economia e Eventos: Encontros e Desencontros

            

          Abdon Barretto Filho – Economista e Mestre em Comunicação Social

 A economia influencia na vida das pessoas porque ela está presente durante todo o ciclo da existência do ser humano, incluindo a produção, a distribuição e a reprodução da vida, sempre   necessitando de trocas e da cooperação, principalmente buscando o equilíbrio das forças do mercado: oferta e a demanda. Ao abranger esses aspectos, a economia explicita sua importância social, pois eles interferem de forma e indireta no funcionamento da sociedade. Na história da humanidade, observa-se que os eventos determinam os inícios e fins de ciclos econômicos e sociais. Alguns são marcantes. Outros, nem tanto ou não são considerados. Entretanto, os eventos aproximam pessoas com interesses comuns, sejam os eventos acadêmicos ou eventos profissionais, sempre com utilizações de equipamentos, serviços com as constantes buscas aperfeiçoamentos contínuos. Mesmo com os avanços tecnológicos que permitem eventos com transmissões   através plataformas digitais, os eventos presenciais são procurados para realizações de contatos humanos diferenciados. Na realidade, os contatos híbridos – pessoais e digitais- foram ampliados, sempre com indispensáveis qualificações nos equipamentos e serviços utilizados. Mesmo assim, os contatos humanos nos eventos presenciais sempre são utilizados como grandes diferenciais nas estratégias de relacionamentos das organizações econômicas com ou sem fins lucrativos. Convém salientar que os encontros entre   as pessoas são singulares nas buscas dos entendimentos diversos. Os exemplos dos diálogos durante as exposições e feiras, das conferências, dos seminários, dos debates, entre outras formas de eventos presenciais, podem ser utilizados para decisões, ampliações ou criações dos contatos digitais. É natural que existam interessados nas experiências únicas proporcionadas pelos contatos humanos e tomadas de decisões e/ou ampliando os relacionamentos. As buscas dos entendimentos e consensos sobre determinados temas podem ser decididas nos eventos presenciais. Nos encontros políticos globais, são realizados debates que influenciam até o futuro da humanidade, como o meio ambiente, a economia mundial e resoluções de conflitos bélicos. Além disso, são boas oportunidades para conhecimentos de outras culturas, comportamentos e, caso seja possível, as possibilidades de visitas aos locais históricos, museus, espaços temáticos, entre outros atrativos. Os eventos integram o importante segmento do fenômeno turístico, quando pessoas realizam deslocamentos do local de residência para o local onde está sendo realizado o encontro. Às vezes, existe a possibilidade, também, do desencontro. Será? Respeitam-se todas as opiniões contrárias. São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso. 

Abdon Barretto Filho

Abdon Barretto Filho

Economista e Mestre em Comunicação Social. Especializado em Economia, Comunicação e Marketing aplicados às Cidades ( City Marketing),Empresas e Entidades, destacando-se Eventos, Hotelaria, Hospitalidade e o Turismo. Consultor, Conferencista, Conselheiro, Diretor, Escritor, Colaborador em Veículos de Comunicação

Gostou desse conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abdon Barretto Filho
Economista e Mestre em Comunicação Social.

Acompanhe as novidades