Dias melhores virao a partir de 2021

Ano novo com esperanças renovadas. Dias melhores virão a partir de 2021. É uma mensagem de otimismo.  As vacinas vão diminuir a série mortal dos habitantes do nosso Planeta. A Pandemia comprovou o  descaso com a saúde pública. A fragilidade da população carente ficou evidenciada. A Pandemia demonstrou que variáveis incontroláveis podem atingir todos seres humanos. Os novos heróis anônimos nos atendimentos médicos merecem ser destacados. Assim como as respostas dos pesquisadores e dos produtores de vacinas que estão salvando vidas.

Em 2020, com tempo reduzido, foram iniciadas as vacinações de milhões de pessoas em todo o mundo. A Pandemia pode estar chegando ao controle global. Será? Enquanto isso, questões políticas, econômicas, sociais e morais estão desafiando o bom senso de cada um de nós, cidadãos úteis à comunidade, pagadores de impostos e eleitores. Em 2021, os Gestores públicos e privados serão desafiados nas buscas de resultados que possam manter e gerar emprego e renda. As mudanças decorrentes dos protocolos utilizados durante a Pandemia serão mantidos durante 2021.

Os mais diversos setores econômicos aprenderam e sabem que adaptações   às novas tecnologias são fundamentais. O pensar global com ação local será uma constante nas decisões. Na Política, os novos Prefeitos e Vereadores deverão rever suas práticas executivas e legislativas. Os prováveis candidatos para 2022, precisam compreender os grandes desafios para gerar emprego e renda. Como crescer e distribuir as riquezas produzidas? Como aumentar a produtividade? Como melhorar o ensino? Como produzir bens e/ou serviços para diminuir a dependência de outros países? É óbvio que os meios de comunicação podem contribuir na busca de soluções. Assim como, desmascarar os enganadores, os falsos, os hipócritas, os corruptos, entre outras pessoas que podem receber adjetivos qualificativos depreciativos  que nós encontramos em nossas vidas pessoais e profissionais.

É a vida como ela é. Às vezes somos enganados por ingenuidade ou boa fé e mesmo assim devemos perdoar em função da expectativa de um feliz ano novo. Sejamos otimistas. Sempre. Dias melhores virão com um novo mundo Pós Pandemia. Será? Respeitam-se todas as opiniões contrárias. São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso.

Abdon Barretto Filho

Abdon Barretto Filho

Economista e Mestre em Comunicação Social. Especializado em Economia, Comunicação e Marketing aplicados às Cidades ( City Marketing),Empresas e Entidades, destacando-se Eventos, Hotelaria, Hospitalidade e o Turismo. Consultor, Conferencista, Conselheiro, Diretor, Escritor, Colaborador em Veículos de Comunicação

Gostou desse conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abdon Barretto Filho
Economista e Mestre em Comunicação Social.

Acompanhe as novidades