As aplicações do 5G no mercado de idosos

Todos os seres vivos passam por diversas fases durante as suas existências: nascem, crescem, amadurecem, se reproduzem, envelhecem e morrem. Essas etapas constituem o ciclo de vida. Os seres humanos são estudados nas suas diversas fases: infância,adolescência, adultos, idosos.Convém salientar que algumas  Religiões discutem formas anteriores e posteriores da existência do ser humano no planeta. Na vida real,existem previsões para que o ser humano consiga viver mais de 100 anos, utilizando-se de todas as possiblidades das ciências. Naturalmente, os comportamentos humanos podem ser diferentes e influenciados nas condições físicas e mentais de cada pessoa, incluindo estilos de vidas, conhecimentos e relacionamentos. Viver não é preciso e matemático. Na trajetória da vida humana, as variáveis incontroláveis se apresentam  desde da genética,passando pelas fases e pelas escolhas pessoais, familiares e sociais que nós experimentamos ou somos levados a experimentar. É a vida como ela é. Em uma análise preliminar sobre o mercado das pessoas com mais de 60 anos,observa-se a importância mundial dos idosos, impactando nos hábitos de consumo, destacando-se o tempo livre, o entretenimento, a hospitalidade, lazer  e turismo. Com a oferta do 5G, a internet das coisas, existem expectativas que os idosos podem ter impactos e impactarem nas ofertas e demandas dos bens e/ou serviços que estarão disponíveis. Os idosos são usuários das redes sociais, declaram se manter atualizados sobre desenvolvimentos tecnológicos e gostam de comprar com frequência novos aparelhos eletrodomésticos e, talvez, serão os primeiros nas trocas de celulares e/ou chips da tecnologia 5G. Segundo levantamentos realizados e publicados, entre  os idosos conectados, a principal motivação é se informar sobre economia, política, esportes e outros assuntos (64%). Também utilizam a web para manter os contatos com outras pessoas (61%) e buscar informações sobre bens e serviços (54 %). Destacam-se também as buscas sobre destinos turísticos, equipamentos e serviços turísticos. Em 2019, o número de idosos no Brasil chegou a 32,9 milhões. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a tendência de envelhecimento da população vem se mantendo e o número de pessoas com mais de 60 anos no país já é superior ao de criança com até 9 anos.Outro dado importante nas projeções do IBGE vem reforçar a tendência de envelhecimento da população brasileira: a população de crianças de até 14 anos, que hoje representa 21% do total de habitantes, será de apenas 15% em 2060.Portanto, o cenário indica a necessidade de Políticas Públicas e aplicações do Marketing adequado, respeitando as necessidade e possibilidades dos homens e mulheres com mais de 60 anos. É o momento de valorizar os hábitos e costumes daqueles mais experientes, às vezes esquecidos ou mesclados com outros públicos. Observa-se que os sucessos mundiais das organizações econômicas com ou sem fins lucrativos, as combinações das gerações atingem os propósitos, objetivos e metas com sustentabilidade: ambiental, social e econômica. Será? Respeitam-se todas as opiniões contrárias. São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso.

Abdon Barretto Filho

Abdon Barretto Filho

Economista e Mestre em Comunicação Social. Especializado em Economia, Comunicação e Marketing aplicados às Cidades ( City Marketing),Empresas e Entidades, destacando-se Eventos, Hotelaria, Hospitalidade e o Turismo. Consultor, Conferencista, Conselheiro, Diretor, Escritor, Colaborador em Veículos de Comunicação

Gostou desse conteúdo? Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abdon Barretto Filho
Economista e Mestre em Comunicação Social.

Acompanhe as novidades